roleta lightning -O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) reuniu cerca de 500 pessoas na noite de quarta-

MST celebra 40 anoroleta lightning -s no DF com lançamento de novo livro

O Movimento dos Trabalhadores Rurais roleta lightning -Sem Terra (MST) reuniu cerca de 500 pessoas na noite de quarta-feira, 28 de fevereiro, em Brasília (DF) para celebrar seus 40 anos e realizar o lançamento oficial de seu 7º Congresso Nacional, que será realizado de 15 a 19 de julho na capital brasileira.

Continua após publicidade

A celebração foi realizada na Associação Recreativa e Cultural Acadêmicos da Asa Norte e contou com a presença dos deputados federais Valmir Assunção (PT-BA), Célia Xakriabá (PSOL-MG), Reginete Bispo (PT-RS), Túlio Gadelha (Rede Sustentabilidade-PE), João Daniel (PT-SE) e estadual Marina do MST (PT). Também esteve presente o líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE) e a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves. 


Deputados aliados do MST estiveram presentes na festa de aniversário do movimento / Luara Del Chiavon/MST

"O MST vai continuar ocupando latifúndios e terras improdutivas que não cumprem função social. Porque a fórmula para acabar com o movimento é fazer reforma agrária e distribuir terras concentradas nesse país", declarou a deputada Marina. 

Fundado em 1984, ainda no período da ditadura civil-militar brasileira, o MST é uma resposta à exclusão da população marginalizada no campo e na cidade e tem objetivo de diminuir ou acabar com a concentração fundiária no país. 

O último Censo Agropecuário mostrou, em 2017, que 1% dos proprietários de terras controlam quase 50% da área rural do país. A consequência é menor área rural ocupada pela agricultura familiar e menor quantidade de trabalho em pequenas propriedades. 


Deputada estadual do Rio de Janeiro Marina do MST é a primeira mulher sem terra eleita pelo estado / Luara Del Chiavon/MST

Representando o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a secretária-executiva Fernanda Machiaveli citou a iniciativa da pasta "Prateleiras da terra" que será anunciada nas próximas semanas com objetivo de "terminar o governo do presidente Lula sem mais nenhuma criança debaixo de tenda, com todas as famílias adequadamente assentadas, produzindo alimento saudável pro povo brasileiro". 

O secretário de Abastecimento, Cooperativismo e Soberania Alimentar (SEAB), vinculado ao MDA, saudou o movimento defendendo uma "pátria solidária e soberana rumo a um horizonte socialista". 

Fernando Prado, do Itamaraty, afirmou que o órgão tem "toda disponibilidade, abertura para o diálogo e colaboração" com o MST e que entende a participação de movimentos sociais como um "grande ativo" para o governo. 

Já o presidente da Fundação Banco do Brasil, Kleytton Guimarães, descreveu o movimento como "inspirador" e que ensina sobre "organização" e processos de "soberania alimentar". 

Um dos pilares do MST é a solidariedade internacional entre povos oprimidos de todo o mundo. Nesse sentido, a mensagem em defesa da Palestina esteve presente na cantoria do grupo de mulheres do movimento, As Cantadeiras. 


As Cantadeiras, grupo musical de mulheres do MST / Luara Del Chiavon/MST

Em sua saudação, o representante da Frente Polisario, organização política que dirige a República Árabe Saaraui Democrática (RASD), Ahamed Mulayali Hamadi disse que homens, mulheres e crianças saaraui enviam “felicitações” e desejo de vitórias para a luta do MST por liberdade, justiça e dignidade. 

Os embaixadores da Venezuela, Manuel Vicente Vadell, e de Cuba, Adolfo Curbelo Castellanos, também estiveram no encontro. 

O evento teve início às 19h com um jantar, preparado com alimentos sem veneno produzidos em assentamentos e acampamentos do MST. Contou com a apresentação musical de As Cantadeiras e do violeiro Pereira da Viola. E finalizou com a apresentação da bateria da escola de samba Acadêmicos da Asa Norte. 


Festa de 40 anos do MST foi realizada na sede da Associação Acadêmicos da Asa Norte / Luara Del Chiavon/MST

Sessão solene na Câmara

Mais cedo nesta quarta-feira, a Câmara dos Deputados realizou uma sessão solene em homenagem aos 40 anos do MST, que contou com autorização do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), após pedido os deputados federais Valmir Assunção (PT-BA), João Daniel (PT-SE), Dionilso Marcon (PT-RS) e Luiza Erundina (PSOL-SP).

Estiveram na ocasião a ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara; o ministro de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira; o embaixador de Cuba, Rolando Antonio González; o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Preto; e integrantes do Ministério da Saúde; e diversas representações de movimentos, entidades e organizações populares.

No marco deste aniversário de 40 anos, o MST vai realizar em julho o seu 7º Congresso Nacional, para o qual são esperadas cerca de 20 mil pessoas em Brasília.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Fonte: BdF Distrito Federal

Edição: Márcia Silva


Relacionadas

  • Homenagem ao MST na Câmara tem afagos de Lira, ataques de Salles e invertida de Sâmia: 'Crime é transportar madeira ilegal'

  • Câmara dos Deputados homenageia 40 anos do MST e destaca produção de orgânicos e aliança com povos indígenas

BdF
  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:


Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Visitantes, por favor deixem um comentário::

© 2024.sitemap